Governo da mudança e transparência presta contas do primeiro quadrimestre de 2019

504

Em reunião realizada na tarde da última quinta-feira no plenário da Câmara Municipal, a Prefeitura de Castanhal, através das Secretarias de Saúde e de Finanças, apresentou a prestação de contas do governo Pedro Coelho Filho referente ao primeiro quadrimestre deste ano.

A prestação, que é um dever constitucional dos que arrecadam e administram bens e valores públicos, foi feita pelo secretário Carla Lima (Saúde) e Karlan Caldeira (Finanças).

Inicialmente Karlan informou que, de janeiro a junho deste ano, o total de valor líquido das receitas correntes arrecadado foi de R$ 205 milhões, divididos pelos fundos provenientes dos repasses federais, e as contribuições municipais como o Imposto Sobre Serviço (ISS), que é o principal tributo municipal, e IPTU, que este ano já arrecadou R$ 1,130 milhão.

Ele informou que chegou a R$ 6 milhões o valor proveniente dos impostos da iluminação pública. E que, juntando os repasses da cota parte do FPM e o ICMS, Saúde e Educação, se chegou a esses R$ 205 milhões.

“O nosso orçamento anual é de pouco mais de R$ 400 milhões. Com essa receita corrente líquida aqui apresentada, podemos dizer que ela encontra-se bem, dentro do orçamento”, explicou o secretário de Finanças.

Ele disse ainda que “quando se tem uma gestão que trabalha com responsabilidade e transparência, e se tem uma equipe competente e capaz, que é outro mérito da gestão do prefeito, se consegue superar esses desafios, essas barreiras com planejamento e gestão. E principalmente controlando os gastos e despesas mais importantes”.

O secretário explica que hoje a prefeitura ainda vive a dependência de cerca de 90% dos seus recursos serem oriundos de repasses estaduais ou federais. “Mas a estamos conseguindo avançar no incremento da arrecadação própria do município que, embora ainda longe de suprir as necessidades, é através dela que conseguimos minimizar essa situação de falta de recursos”.

“Hoje continuamos antenados nesse desafio que é gerir as finanças. Focado em melhorar a arrecadação de Castanhal, mesmo diante de críticas de quem não faz ou não tem ideias para fazer. Mas quem se expõe a encarar vesse desafio estará sempre sujeito à críticas. Mas enquanto a gente estiver sendo criticado pelo nosso trabalho, vamos seguindo com cabeça erguida, e mostrando pra população como se faz uma gestão públicas eficiente, com responsabilidade e transparência”, completou Karlan Caldeira.

DESAFIOS
“Hoje fazer a saúde pública em Castanhal é um desafio enorme, porque trabalhamos com poucos recursos e os constantes aumentos da demanda e dos procedimentos hospitalares. Como por exemplo a UPA, o hospital municipal e o laboratório municipal que, nesses últimos quatro meses, teve um aumento de mais de 83 mil no número de exames realizados”, explicou Carla Lima, secretária de Saúde.
Fonte: ASCOM-PMC.
Fotos: ASCOM-PMC.