Prefeitura estuda medidas para amenizar a lotação na rede pública de saúde

315

Nesta quinta-feira, 14, o município de Castanhal, por meio da secretaria municipal de saúde, informou que chegou ao limite máximo na capacidade de acolhimento da população na rede pública, por conta do alto número de pacientes graves infectados pela Covid-19.

A Secretária Municipal de Saúde, Carla Lima, esteve com sua equipe na UPA e Hospital Municipal e informou que as duas unidades devem passar por adequações de espaço, para dar melhor acolhimento.

Os postos 24 horas tem atendido muitas pessoas, mas a demanda tem aumentado todos os dias e novas unidades de saúde devem abrir nesse sistema.

Caso seja preciso, a prefeitura pretende até mesmo utilizar espaços de escolas para atender casos leves de Covid-19.

Carla Lima, acredita que se o Hospital Regional estivesse funcionando iria desafogar as unidades de saúde do município.

“Nosso problema principal é a falta de leitos. Com o Hospital Regional em atividade ganharíamos 60 novos leitos. Sem contar com um grande espaço que teríamos para atender os casos graves”, disse a secretária.
Fonte: ASCOM-PMC.