APESAR DAS DIFICULDADES, GOVERNO DE TODOS AVANÇOU NO ATENDIMENTO NA ÁREA DA SAÚDE

1210

Melhorar a qualidade no atendimento e a disponibilidade de exames para nossa população foi o desafio maior conquistado pela Secretaria de Saúde de Castanhal neste governo de mudança de comportamento ético e administrativo. Apesar das dificuldades e dos problemas encontrados em janeiro do ano passado que, infelizmente, impediram que alguns planejamentos fossem postos em prática.
Mas se conseguiu avançar em muitas áreas, como foi o caso da Atenção Básica, que é o grande foco da secretaria de Saúde. Conseguiu-se melhorá-la bastante, com as unidades dispondo de atendimento médico, melhorando esse serviço nas agrovilas, dispondo de um especialista andando pelas unidades de saúde. E sem dúvidas que melhorou bastante a dinâmica do atendimento à população.
No que se refere a exames laboratoriais, o avanço começou no aumento do número de pontos de coletas, que passou de dois para cinco. Se em 2016 foram realizados perto de 190 mil exames, ano passado foram quase o dobro: 371.613 exames.
As consultas médicas saltaram de quase 80 mil em 2016 para 109 ano passado. E as de enfermagem pularam dos 334.30 mil 583.43. Um salto de 27%.
Os exames de ultrassonografia nos bairros mostraram que o Governo da Mudança investiu com qualidade e compromisso: a partir do ano passado, esse serviço foi disponibilizado no distrito do Apeú e nos bairros Novo, Fonte Boa, Ianetama, Imperador, Cristo e Jaderlândia.
Para implantar o programa de descentralização de ambulâncias pelo município, atendimento que antes praticamente não existia, resumindo-se somente ao bairro da Jaderlândia e agrovila Castelo Branco, agora se estendeu para o distrito do Apeú e as agrovilas de Santa Teresinha, Bacabal e Nazaré.
O resultado foi que, no atendimento de ambulância tipo A, houve um aumento de 39%, passou de 7.100 em 2016 para 11.673 ano passado. Na do tipo SAMU o aumento foi de 11%.