Campanha julho amarelo de hepatites virais: ministério da saúde atrasa entrega dos testes

1118

Um atraso, pelo Ministério da Saúde, no envio dos kits para a realização de teste rápido das hepatites A e B está deixando em ritmo lento a campanha Julho Amarelo, realizada pela Prefeitura de Castanhal, através da Secretaria de Saúde.

Segundo Maria Rilda de Oliveira, coordenadora do programa IST\Aids, a campanha já foi lançada no último dia cinco de julho, e para isso contou com a colaboração da Regional de Saúde que, porém, repassou apenas 500 kits de teste rápido. A campanha necessita de pelo menos 20 mil desses testes.

O objetivo da campanha é disseminar informações sobre as hepatites virais, despertar o interesse pelo diagnóstico e, dessa forma, aumentar o acesso aos testes rápidos e, se for o caso ao tratamento dessa doença que atinge cerca de dois milhões de pessoas em todo o Brasil.

Felizmente em Castanhal são poucos os casos de pessoas que contaminadas por essa doença. Vale lembrar que vem de outras cidades, inclusive de Belém, uma significava parte do total de pessoas atendidas em Castanhal pela coordenadoria do programa de combate às infecções sexualmente transmissíveis.
Fonte: ASCOM-PMC