Coronavírus: atenção às pessoas em situação de rua. Remanejamento para acolhimento deste público em maior vulnerabilidade pessoal e social

243

A Política de Assistência Social conduz este atendimento em parceria com todas as secretarias integradas e demais órgãos municipais.

Ontem pela manhã, secretários (as) empenhavam-se na contribuição para elaborar o Plano de Atendimento Emergencial a Pessoas em Situação de Rua de Castanhal, garantindo a execução da recomendação do governo federal, estadual, assim como da Defensoria Pública da União e órgãos de defesa dos direitos humanos, levando em conta a diversidade de fragilidades deste público em defender -se do COVID -19.

Para fortalecer esta ação compartilhada, a Secretária Elyrose Abreu enfatizou que o governo de todos empenhará recursos, contudo muitos materiais precisam ser adquiridos imediatamente e não estão disponíveis em contratos, o que traz a necessidade de apoio de empresários e da sociedade para garantirmos proteção com acolhimento, condições de higiene, alimentos dessas pessoas pelo período de no mínimo de 60 dias.

A SEMEL disponibilizará equipe e o Ginásio Loiola Passarinho, que segundo o Secretário Juraci terá boas condições de espaço com vestuários e banheiros e que receberá pequenas adaptações pela SINFRA para garantirmos essa atenção a aproximadamente 170 indivíduos, segundo levantamento do CREAS pelo Serviço de Abordagem Social, que já atende essas pessoas.

Outras secretarias como, SEMED, SECULT, GUARDA MUNICIPAL, SAÚDE, SEMICS, SEMUTRAN GABINETE E DEFESA CIVIL também comporão essa grande ação em especial, com recursos humanos, articulações, transporte, equipamentos, serviços e materiais para organizar toda uma logística diária neste período.

O Prefeito em reunião com grandes empresários do ramo de supermercados e atacarejos foram sensibilizados para atenção ao decreto 024/2020 e na oportunidade a Secretária de Assistência Social pediu apoio na doação de alimentos, colchões, materiais de higiene pessoal e limpeza principalmente, onde os presentes se mostraram muito receptivos à causa, mas todos podem contribuir, a SEMAS e demais órgãos da prefeitura estão a disposição para receber e ir buscar doações, pois esse atendimento está para além da execução de política pública, trata-se de uma causa humanitária, pois são muitas as expressões da questão social e toda a sociedade se vê tocada com as desigualdades, especialmente pelo quadro atual que vivemos, sensibilizando quem tem condições de contribuir, amenizar os impactos na vida de muitas famílias com o que for possível, tudo será muito bem vindo.

Reforçando que já estamos recebendo doações de cidadãos, entidades sociais, empresários e voluntários.
O Povo Castanhelense é muito solidário!

Juntos pela fraternidade e igualdade!
Fonte: ASCOM-PMC.
Fotos: ASCOM-PMC.