Mais de 600 temporários são recontratados pela Prefeitura de Castanhal para garantir serviços essenciais à população

2172

Desde que assumiu a administração municipal, o prefeito Pedro Coelho Filho vem cumprindo a portaria do Ministério Público que determina o desligamento dos servidores temporários. Essa decisão que é baseada na lei de responsabilidade fiscal acabou influenciando no funcionamento de serviços básicos de algumas Secretarias. Devido esse impasse, o prefeito Pedro Coelho orientou que cada secretário tenha a autonomia de recontratar os dispensados de acordo com a necessidade de cada órgão. Para o prefeito de Castanhal, a prioridade de seu governo é garantir os serviços básicos a população considerando com isso, a importância dos temporários para o funcionamento da máquina administrativa.

Na Saúde, um dos setores mais fragilizados com a demissão de setecentos e noventa e cinco temporários, mais de quatrocentos servidores já foram chamados novamente para garantir o funcionamento de serviços essenciais. No Hospital Municipal, foram oitenta e sete servidores recontratados seguindo o critério de urgência e respeitando a convocação do concursados.

Na Unidade de Pronto Atendimento ( UPA 24 Horas ), sessenta e cinco temporários voltaram a suas funções para manter os plantões na Urgência e Emergência. Segundo o secretário municipal de Saúde, Silvan Silva, alguns setores da Secretaria nunca foram contemplados com concurso público, além de programas do Ministério da Saúde que merecem uma atenção especial e reforço de pessoal.

A Secretaria de Obras também começou a chamar alguns temporários que tinham sido dispensados. Até agora já foram cem servidores recontratados. A prioridade esta sendo os garis com mais de vinte anos de serviço.

O Secretário de Obras, Landry Adelino, esta avaliando outros setores que tiveram funcionários dispensados e que foram prejudicados. “ Com a recuperação e aquisição de novas máquinas teremos condições de chamar outros servidores que foram dispensados. Iremos seguir o critério de idade e de experiência “, reafirmou o Secretário.

Todos estão seguindo as orientações do prefeito Pedro Coelho que cumpre uma decisão do Ministério Público mas que em contra partida vem reavaliando o desligamento dos temporários de acordo com a necessidade de cada Secretaria.