UPA DE CASTANHAL IRÁ PASSAR POR REFORMA GERAL NA SUA ESTRUTURA

1792

Perto de completar quatro anos de inaugurada, e bastante deteriorada em sua estrutura, apesar do pouco tempo de uso, a Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas (UPA) de Castanhal vai passar por uma reforma ampliada. A UPA é de classificação 3, fornece atendimento de saúde de complexidade intermediária, articulado com a atenção básica, e encontra-se estrategicamente situada às margens da BR-316.
Técnicos que fizeram um levantamento do prédio disseram que nele existem sérios problemas estruturais. A começar pelos seus quase três mil metros de telhado, que hoje tornou-se um problema crônico diante de tantas goteiras que já provocaram a destruição de boa parte do forro de gesso, e compromete significativamente o atendimento mensal de quase seis mil pessoas de mais de 40 municípios que gravitam em torno de Castanhal. Basta uma observação mais atenta para constatar que boa parte das paredes vivem úmidas. Principalmente durante esse inverno rigoroso.
A guarita de entrada da UPA será ampliada e equipada para que cumpra sua real finalidade, que é a de controlar a entrada de ambulâncias vindas de outras cidades. Isso irá fazer com que os pacientes que vêm de ambulâncias de outras cidades tenham a garantia de que esse veículo permaneça no pátio da UPA até que eles sejam atendidos, e depois possam voltar para sua cidade, ou transferidos para Belém, se houver necessidade disso.
Hoje a Secretaria de Saúde de Castanhal gasta cerca de R$ 30 mil bancando o retorno desses doentes, porque os motoristas das ambulâncias de fora simplesmente retornam para suas cidades de origem, sem aguardar o resultado do paciente que trouxe para Castanhal.
A construção de um necrotério maior e mais perto da sala de urgência, onde ocorrem os óbitos, irá acabar com o perigo de contaminação e o constrangimento das pessoas verem um corpo passando por corredores, no ainda longo trajeto até o atual necrotério, que tem apenas uma pedra.
Por fim, o muro que fica atrás de onde antes funcionada a 8ª URE, terá sua altura ampliada, assim como o prédio será todo gradeado para evitar a entrada de pessoas estranhas.