Prefeitura transforma o ginásio loiola passarinho em abrigo para pessoas em situação de rua

640

A ação da Prefeitura é coordenada pelas secretarias municipais de saúde, esporte e assistência social, com parceria da defesa civil, tiro de guerra e guarda civil.

Na manhã de quarta-feira, 01, foi feita uma vistoria nas dependências do ginásio.

O local servirá como ponto de acolhimento, higienização e fornecimento de alimentação para cerca de 170 pessoas que vivem em situação de rua, vulneráveis ao COVID-19.

A Secretária Municipal de Assistência Social, Elyrose Abreu, ressalta que a Prefeitura segue o que determina o decreto municipal no combate a pandemia e segue as recomendações da Defensoria Pública da União e Ministério Público Federal. “Sabemos que não é o local ideal, mas achamos o mais adequado devido à grande estrutura que o ginásio oferece. Os que vierem receberão toda uma assistência e se tornará um atrativo para permanecerem, afastando o risco de contaminação do COVID-19”, finalizou.
“É uma ação humanitária onde todos podem contribuir. Temos um grande espaço que será readequado para recebe-los. Tenho certeza que aqui não ficaram ociosos” disse o Secretário de esportes, Juraci dos Anjos.

De acordo com a Secretária Municipal de Saúde, Carla Lima, será montado uma força tarefa para atender a todos de maneira segura evitando aglomeração, conforme as normas e determinações do ministério da saúde,. “Os que chegarem passarão por uma triagem e acompanhamento clínico, checando a situação de saúde de cada um” afirmou.

A Prefeitura recebeu doação do Governo do Estado colchões e cestas básicas e deve começar a receber as pessoas no ginásio Loiola Passarinho, a partir do dia 06. O prazo de permanência no local deve ser de 90 dias.

Fonte: ASCOM-PMC.