Abertura oficial da 10ª Conferência Municipal de Assistência Social de Castanhal

936

 

“Este é o espaço garantido para fazer valer nossa voz. Garantir os direitos já conquistados pelos usuários e reafirmar o quanto é importante a Assistência Social para a população”.
A afirmação é da secretária de Assistência Social de Castanhal, Elyrose Abreu, feita na abertura oficial da 10ª Conferência Municipal de Assistência Social de Castanhal, ocorrida na manhã desta terça-feira, 13, no salão de eventos do Sesc.
“Sabemos da importância que tem à assistência social para os mais necessitados. Essa conferência só vem dar mais visibilidade aos idosos, às crianças e adolescentes e às famílias carentes”, afirmou o prefeito Pedro Coelho Filho, presente à abertura.
A conferência é o espaço democrático no qual a população, a sociedade civil, tem livre acesso e participação para avaliar como estão sendo conduzidas e executadas as políticas públicas nas áreas de assistência social nas esferas municipal, estadual e federal.
“É, também, o momento de toda a comunidade propor ideias que contribuam para um melhor desempenho dessas políticas públicas”, explica Margarida Reis, presidente do Conselho Municipal de Assistência Social de Castanhal, que conduz esses dois dias de debates, discussões e proposições.
O objetivo da conferencia é avaliativa em relação às propostas que foram apresentadas nas conferências de 2015 e 2017, e que não foram executadas em todos os níveis.
“A intenção do Conselho Estadual de Assistência Social é fazer com que essas propostas sejam incluídas no Programa Plurianual estadual e municipal, e dessa forma garantindo suas execuções. Por isso que serão apresentadas na plenária geral, para que todos os delegados inscritos, usuários, trabalhadores e entidades possam elencar quais devem prevalecer”, ressaltou Margarida Reis.
Representando o Ministério Público no evento cidadão, a promotora Priscila Costa destacou a importância da conferência: “Ela é um instrumento de participação popular, de grandes desafios, onde não aceitamos retrocessos em relação do tanto que já se avançou na área da assistência social aqui em Castanhal”.
Também fizeram parte da mesa de abertura da conferência Ana Cláudia Almeida, pelos trabalhadores na assistência social, e Antônio Isaias, representando os usuários.

Fonte: Ascom-PMC.
Fotos: Ascom-PMC.