Prefeitura de Castanhal realiza pesquisa para o plano de mobilidade urbana

780

Esta é mais uma etapa do programa que visa melhorar a trafegabilidade no perímetro urbano da Cidade, como o deslocamento das pessoas e bens, através de veículos motorizados e não motorizados, além de toda a infraestrutura, dentre as quais vias e calçadas, que possibilita o ir e vir das pessoas.

O plano de mobilidade Urbana em Castanhal, vem sendo elaborado com a participação e opiniões da comunidade obtidas em reuniões promovidas pela Semutran, em escolas e centros comunitários.

Nesta semana foi dado um passo importante para a implantação do plano. Acadêmicos de universidades de Castanhal, realizaram durante quatro dias, nos horários da manhã e tarde, pesquisa de campo em diversos pontos com grande fluxo nos cruzamentos considerados de maior risco de acidentes.

Os pesquisadores entrevistaram pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas, sobre a origem e o destino das pessoas, com qual frequência fazem o trajeto, a velocidade em média percorrida e colheram informações sobre os horários de pico e qual via tem mais movimento.
A pesquisa abrange ainda os usuários do transporte coletivo (Pesquisa Sobe E Desce), realizada dentro dos ônibus. Os pesquisadores coletam dados dos sobre a qualidade dos ônibus, o momento do deslocamento, número de veículos que atende o bairro e o que as pessoas acham dos serviços oferecidos pelas empresas que prestam esse serviço.

Na segunda semana dos trabalhos de campo a pesquisa de fluxo de carga no Centro Comercial da cidade. E, também, haverá pesquisa de percepção da acessibilidade entre o Centro da Cidade e 4 amostras de subcentros: Jaderlandia, Fonte Boa, Saudade e Apeú, para observar as principais dificuldades de deslocamentos e as atividades que mais atraem viagens interurbanas.
Tal pesquisa pode, inclusive, sinalizar a necessidade de investimentos públicos na reorganização do transporte, em escolas e unidades de saúde, além do incremento de atividade comerciais nestes subcentros, para evitar que a população tenha que se deslocar para o centro de Castanhal.

O trabalho é feito por 7 equipes, composta por 39 pesquisadores, alunos dos cursos de engenharia civil, mecânica e educação física, realizado em parceria entre Semutran, UFPA, Estácio e UEPA.
¨O objetivo da criação das políticas de mobilidade urbana é reduzir as desigualdades da população em relação ao direito de ir e vir, garantindo acessibilidade, e a todo o cidadão o direito de transitar na cidade de forma segura, com desenvolvimento urbano¨, disse Carlo Sales, Secretário de Trânsito e Transporte de Castanhal.
O debate sobre a mobilidade urbana em Castanhal tem como objetivo elaborar estratégias para melhorar a qualidade do serviço de transporte público urbano e o trânsito como um todo, construído com a participação de todos para desenvolver meios para diminuir a quantidade de acidentes de veículos, e facilitar a trafegabilidade de pedestres no espaço em vias públicas.

Fonte: ASCOM-PMC.

Fotos: ASCOM-PMC.