Castanhal sedia I conferencia e II Fórum Intermunicipal da Igualdade Racial

1401

O município de Castanhal realiza, nos dias 31/08 e 01/09 de 2017, a I Conferência Regional de Promoção da Igualdade Racial e o II Fórum Intermunicipal de Promoção da Igualdade Racial, sob responsabilidade da Comissão Intersetorial – Região Castanhal, com envolvimento direto das secretarias municipais de Educação – SEMED e Assistência Social – SEMAS e do Conselho Estadual de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – CONEPPIR e Movimentos Sociais.
O encontro, que acontece no Auditório da 8ª URE (SEDUC – Castanhal), tem como objetivo principal afirmar, realinhar e ampliar o compromisso do Governos Municipais e da sociedade com políticas de enfrentamento ao racismo e de promoção da igualdade racial, como fatores essenciais e democracia plena ao desenvolvimento com justiça social na Região Castanhal. Outro ponto importante é que o encontro terá a missão de discutir os mecanismos da institucionalização da promoção racial, tendo em vista a implantação do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (SINAPIR).

O debate, nesta edição, é conduzido em torno do tema geral ”Região Castanhal na Década dos Afrodescendentes: reconhecimento, justiça, desenvolvimento e igualdade de direitos”. O intuito, conforme esclarece o regimento da Conferência é seguir o acordo internacional declarado pela ONU, a Década Internacional de Afrodescendentes que será celebrada de 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024, com a participação dos 196 países-membros da Organização e o Regimento Nacional sobre Conferências (Municipal, Regional, Estadual e Nacional), dito pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), do Ministério dos Direitos Humanos (MDH), e pelo Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR).

A importância de Castanhal nesse processo se dar porque é um município Pleno e referência aos municípios vizinhos no que se refere ao enfrentamento ao racismo e o fortalecimento da igualdade racial. “Estamos reunidos com 9 municípios para discutir e trabalhar essa intolerância que ainda existe em alguns setores. Nos últimos tempos observamos que a intolerância estar maior, seja religiosa ou racial, infelizmente a cor da pele fica mais importante que o brilho dos olhos, do amor. Precisamos exercitar a solidariedade e a esperança principalmente nos jovens, por isso estão o governo e a sociedade trabalhando para solucionar essa intolerância”, explicou o Secretário de Assistência Social, José Carvalho.
Por Natahalia Lan – Ascom.
Fotos: Wanderley Souza –Ascom.