Coordenadoria de merenda escolar visita escolas municipais

1062

As aulas na Rede Municipal de Ensino começaram há apenas cinco dias, e desde o início os alunos já contam com a merenda escolar.Para conferir “in loco” como o novo cardápio estava sendo preparado e consumido, a equipe técnica de alimentação escolar da Secretaria Municipal de Educação – SEMED, realizou, na sexta-feira (10), uma visita à escola Maria José dos Santos, localizada no distrito do Apeú.

O Coordenador de Merenda Escolar André Reis, acompanhado das nutricionistas Thaísa Muniz e Natália Sales acompanharam a distribuição da merenda e a forma como ela foi recebida pelos mais interessados nesse processo, os alunos.

A preparação do dia era vatapá de frango com arroz. Segundo o Coordenador da Merenda Escolar, André Reis, as recomendações do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), estabelece o respeito a cultura, as tradições e os hábitos alimentares saudáveis de cada região do país. O PNAE recomenda ainda, que o cardápio da alimentação escolar seja composto semanalmente, por duas preparações doces, que este mês será de mingau de cereais, de milho branco e suco ou chocolate com pão ou biscoitos; e três preparações salgadas, onde os alunos terão macarronada de frango ou picadinho, arroz com galinha e vatapá de frango. Tal cardápio foi elaborado pelas nutricionistas da SEMED e pelo jeito como foi recebido pelas crianças vai fazer muito sucesso.

Segundo André Reis, mais de vinte e cinco itens foram distribuídos para compor a alimentação escolar no mês de fevereiro, que atenderão cerca de 46 mil alunos, sendo 29 mil da rede municipal e 17 mil do Estado. Apesar das dificuldades impostas pelo fim do contrato com alguns fornecedores firmados na gestão passada, a Coordenadoria de Merenda Escolar está conseguindo atender a demanda e proporcionar uma alimentação variada e de qualidade. Alguns produtos ainda deverão ser distribuídos nas escolas na próxima semana.

Thaísa Muniz, nutricionista da Alimentação Escolar, disse que o acompanhamento profissional visa exatamente garantir que o cardápio seja cumprido e a merenda seja preparada de forma segura e nutricionalmente equilibrada, atendendo as exigências do PNAE.

O Secretário de Educação, Adriano Silva, falou que a merenda escolar passará por processo de licitação muito em breve. De imediato será instaurado um processo emergencial de compra de alimentos, através da dispensa de licitação que valerá por até 180 dias, semelhante ao que foi realizado no transporte escolar. Durante esse período, será aberto pregão presencial para aquisição dos produtos com a melhor qualidade e pelo melhores preços do mercado. “Em relação a 2016, já houve uma melhoria muito significativa e a tendência é que melhore cada vez mais, para que possamos oferecer para as nossas crianças uma alimentação adequada e saudável na escola”, disse Adriano Silva.

Por Eliene Souza -Assessoria de Comunicação – SEMED.