Prefeito Pedro Coelho discute com o governo do estado estratégias de combate ao mosquito da dengue

1157
A secretarias de Estado de Saúde Pública (Sespa) e a Extraordinária de Integração de Políticas Sociais (Seeips) reuniram nesta sexta-feira (3), no auditório da Casa Civil da Governadoria do Estado, prefeitos e secretários de saúde dos municípios de Belém, Ananindeua, Marituba, Castanhal, Benevides, Santa Bárbara do Pará, Santa Izabel do Pará, Abaetetuba e Barcarena. O objetivo foi debater ações de contenção ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya, zika e febre amarela. Na foto, o prefeito de Castanhal, Pedro Coelho. FOTO: SIDNEY OLIVEIRA / AG. PARÁ DATA: 03.02.2017 BELÉM - PARÁ

A reunião aconteceu na manhã de sexta-feira, 03/02, no auditório da Casa Civil do Estado, onde foi discutido medidas emergências para combater os focos de mosquito aedes aegypt. O encontro foi comandado pela Secretária Adjunta de Saúde do Estado, Heloisa Guimarães, e contou com a presença do Prefeito de Castanhal, Pedro Coelho Filho, na ocasião esteve acompanhado do Secretário de Saúde, Silvan Silva e do Coordenador de Vigilância em Saúde, Antônio Fialho.

Durante o encontro a Secretaria de Estado de Saúde Pública (SESPA), apresentou algumas ações que serão promovidas durante o período chuvoso, onde aumenta os casos de dengue no Pará. Os municípios devem intensificar os trabalhos de combate ao mosquito, com o apoio de materiais gráficos, impresso e mídia, através do site da SESPA. Os municípios devem construir uma agenda onde será escolhido um “dia D” para as ações. Segundo o Coordenador de Vigilância em Saúde de Castanhal, Antônio Fialho, no próximo dia 11/02, vários setores da secretaria de saúde estarão envolvidos no combate ao mosquito. “Vamos intensificar o combate ao aedes aegypti e queremos contar com apoio de toda comunidade. Atualmente estamos no nível de médio risco e não podemos relaxar, pelo contrário, temos que ficar vigilantes aos focos e combate-los”, explicou Fialho.

A secretaria de Saúde de Castanhal foi sensível e não dispensou nenhum agente de endemias. Atualmente a pasta conta com 56 agentes, que estão nas ruas diariamente fiscalizando casas, prédios e até supermercados. “Não queremos ser derrotados por um mosquito. Essa equipe está todos os dias nas ruas e sabe onde estão os pontos mais críticos e podemos agir com mais intensidade. Mas toda secretaria vai organizar uma grande ação para podermos diminuir consideravelmente os focos do mosquito. Pedimos apoio dos moradores para redobrar a atenção, principalmente no que se refere a entulhos e água parada”, disse o Secretário de Saúde, Silvan Silva.

O encontro teve a presença de vários prefeitos da região metropolitana. De acordo com o Prefeito de Castanhal, a luta para derrotar o mosquito depende de todos, por isso os municípios precisam ficar sensíveis a esta ação para derrotar o aedes aegypti. “Com certeza não podemos deixar nossas famílias serem atingidas pelo mosquito da dengue. Temos uma grande equipe que está nas ruas para erradicar os focos, mas precisamos não só da ajuda da população, mas também das cidades vizinhas. Queremos que nossos munícipes e vizinhos tenham uma boa qualidade de vida, sem mosquito e sem dengue”, concluiu Pedro Coelho.