Prefeitos se reúnem em Castanhal para discutir a construção de um aterro sanitário de resíduos sólidos na região

1320

Seguindo as orientações da Política Nacional de Resíduos Sólidos, Prefeitos e representantes de São Francisco, Santa Izabel do Pará, Inhangapi e Santa Maria do Pará reuniram-se com o Prefeito de Castanhal, Pedro Coelho para discutir a criação de um consórcio que possa viabilizar a construção de um aterro sanitário na região.

Todos estão dispostos a unir as forças para garantir o projeto e com isso captar recursos através de linhas de créditos disponibilizadas pelo governo federal. “O prazo que determina a construção adequada de um local para a decoposição final de lixo doméstico nas cidades brasileiras já foi prorrogado. Sozinhos não teremos condições de cumprir o que determina a lei”, alertou o Prefeito de Inhangapi, Egilásio Feitosa.

A reunião contou também com a presença de um representante da Associação dos Municípios do Nordeste Paraense (Amunep), que vem dando apoio a legalização do consórcio através da carta de intenção de todas as prefeituras interessadas em dividir a responsabilidade do projeto. Ficou decidido que o primeiro passo será encontrar uma área com localização estratégica para construção do aterro sanitário. “Será preciso realizar um estudo ambiental e um mapeamento preciso da região para se chegar ao local ideal”, esclareceu a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Lúcia Porpino.

O Prefeito Pedro Coelho ficou satisfeito com as propostas apresentadas e demonstrou preocupação com o lixão de Castanhal, que hoje já está praticamente numa área urbana prejudicando a comunidade e principalmente a natureza. “Não há dúvidas que dependemos desse trabalho unificado para garantir o projeto. Em março teremos nossa segunda reunião para dar início aos procedimentos legais que possam viabilizar o consórcio”, finalizou Pedro Coelho.

Por Rivan Jatene – Ascom
Fotos: Wanderley Souza-Ascom.