Prefeitura de castanhal certifica equipes que alcançaram índices de atendimento no controle ao Tabagismo

2265

A emoção do dever cumprido em meio a depoimentos comoventes, descontração e solidariedade. Foi esse o clima que predominou, na tarde da última terça-feira, 20, no auditório da Secretaria de Cultura durante a entrega das placas de certificação a diversos servidores, de 10 equipes de Saúde da Família, que neste ano alcançaram os melhores indicadores em atendimento no Programa Nacional de Controle do Tabagismo.

Até o prefeito de Castanhal entrou no clima ao revelar que quando era fumante sua esposa, a primeira dama Rosângela Mota, que vivia pedindo para ele parar de fumar, resolveu protestar, comprou um maço de cigarro finos e passou também a fumar. “Aí não teve jeito. Tive que parar”, contou o gestor municipal.

A secretária de Saúde, Carla Lima, contou a história do seu pai, fumante, que quando foi para o hospital cuidar da saúde abalada pelo tabaco levou consigo vários maços de cigarros.

Já dona de casa Marlize dos Santos, fumante desde os 16 anos e que teve câncer do pulmão e na garganta, contou sua vida com o cigarro, e como conseguiu vencer a guerra contra o tabaco com o apoio do grupo terapêutico do tabagismo da equipe da Unidade de Saúde da Família do Ianetama.

O reconhecimento do esforço desses mais de 100 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, agentes comunitários de saúde e agentes administrativos para tirar do vício do tabaco pessoas de todas as idades é um trabalho, da Secretaria de Saúde de Castanhal, único em toda nossa região.

Segundo a coordenação do setor de tabagismo/doenças crônicas não transmissíveis/saúde do homem e do idoso, este ano houve um aumento de 60% no número de pessoas que se envolveram, em Castanhal, no consumo de cigarros e similares. Boa parte formada por menores e adolescentes.

Participaram do evento Kamila Dantas, coordenadora de Atenção Básica de Castanhal, Carmem Quadros, chefe de gabinete, Marineira Rocha, diretora do 3ª Centro Regional de Saúde da Sespa, Helena Costa do programa de controle do tabagismo do 3ª CRS além de dezenas de profissionais da área da saúde.

Fonte: ASCOM-PMC.