Prefeitura elabora estratégias para receber as pessoas em situação de rua

308

A Prefeitura de Castanhal formou um Comitê integrando todas as secretarias municipais, para trabalhar de forma conjunta e coordenada na execução do plano emergencial de abrigo às pessoas em situação de rua.

A reunião sobre o trabalho de grupo, aconteceu na manhã de sexta-feira, 03, na Semas, em um local aberto para evitar aglomeração.

As definições como cronograma de rotina dos abrigados, escala dos servidores, programação alimentar e as atribuições de cada secretaria, foram alguns dos temas discutidos.

“Esta reunião serviu para alinhar as atribuições que serão divididas entre as secretarias integradas, dividindo para cada uma a sua responsabilidade durante a estadia dessas pessoas no ginásio Loiola Passarinho, e assim fazermos um atendimento da melhor qualidade”, disse a Secretária Municipal de Assistência Social, Elyrose Abreu.

Além de disponibilizar o ginásio a SEMEL, está programando diversas atividades de lazer aos abrigados durante a quarentena. “Eles terão momentos divertidos e lúdicos. Professores e auxiliares estão preparando diversas atividades para que eles não caiam na monotonia”, afirmou o professor Neto Dantas, da SEMEL.

O Tiro de Guerra, parceiro da ação tem trabalhado na recepção das doações que chegam a todo instante. “São 50 homens que trabalham voluntariamente em regime de escala, catalogando e registrando a chegada dos donativos, para que se tenha o controle de tudo. Além de oferecer assistência do exército” disse o Sub.Ten. Marcelo, Comandante do Tiro de Guerra em Castanhal.

A acolhida as pessoas em situação de rua no ginásio Loiola, deve começar segunda-feira, 06. Na chegada eles devem passar por uma triagem da saúde, acompanhamento clínico e exames médicos. Logo após cada um deve assinar a proposta manifestando está de acordo com as normas, direitos, deveres e cumprimento de horários e higiene pessoal.

Os serviços serão coordenados pelas secretarias municipais integradas, em parceria com a Defesa Civil, Guarda Civil, Tiro de Guerra, Cruz Vermelha e o apoio da Polícia Militar.
Doações de roupas, lençóis, travesseiros e toalhas podem ser feitas na Semas, Guarda Civil ou no próprio ginásio Loiola Passarinho.

Fonte: ASCOM-PMC.