Prefeitura realiza evento para criação de Cooperativa para trabalhar com produção de Energia Renovável em Castanhal

1232

Na noite de quarta-feira, 12 de julho, a Prefeitura de Castanhal através da Secretaria de Indústria Comércio e Serviços, realizou evento que tratou da criação da COOPERCAST (Cooperativa de Energia Renovável de Castanhal), a qual terá como finalidade agregar pessoas interessadas em ingressar no consórcio para realização do projeto que irá desenvolver produção de energia renovável em Castanhal através de energia solar (fotovoltaica). Os sistemas fotovoltaicos são capazes de gerar energia elétrica através das chamadas células fotovoltaicas, células estas que são feitas de materiais capazes de transformar a radiação solar diretamente em energia elétrica a partir do chamado “efeito fotovoltaico” que hoje, o material mais difundido para este uso é o silício.

A reunião contou com a participação de representantes da Secretaria de Desenvolvimento da Indústria, Comércio e Serviços (SEDEME), da classe empresárial e consumidores, onde profissionais da área esclareceram dúvidas importantes. Castanhal será o segundo município do Brasil a desenvolver o Projeto de Cooperativa. A primeira cooperativa de energia renovável do Pará entrou em funcionamento, no município de Paragominas. A micro usina de energia solar fotovoltaica da Cooperativa Brasileira de Energia Renovável (Coober), que começou a operar com capacidade de 75 KWp, potência que deve ser ampliada.

Francisco Assis, que é responsável pelo grupo de trabalho da COOPERCAST, falou sobre a expectativa para o Projeto que poderá ser um grande diferencial em Castanhal. “Todos nós acreditamos muito no sucesso da Cooperativa e por este motivo estamos aqui reunindo com a classe empresárial e os consumidores em geral, por este motivo montou um grupo para poder constituir a Coopercast, tomando como exemplo a grandiosa COOBER, pois o nosso intuito é montar uma Cooperativa nos mesmos moldes ou até mais moderna, assim teremos nosso município na ponta de lança da economia renovável do nosso país’’, explicou Francisco Assis.

De acordo com o Diretor da Secretaria de Desenvolvimento da Indústria Comércio e Serviço do Estado, Castanhal é um município pólo, por isso o projeto é importante para a região. “Sabemos que este município é um centro industrial importante do Estado e hoje em dia nós precisamos falar sobre competitividade, ou seja, redução de custos e energia elétrica é um item importante que pesa na economia de todas as empresas, então encontrar formas de reduzir custos dessas empresas e energia renovável é um fator que aumenta consideravelmente a competitividade da economia de Castanhal e do Estado”, disse Sérgio Menezes, Diretor da SEDEME.

O Projeto apresenta como uma das vantagens elencadas pela Cooperativa o não consumo compulsório de energia elétrica gerada por uma usina que leva ao desaparecimento de uma parte da floresta, que inunda reservas indígenas ou de uma térmica a óleo combustível que joga diariamente toneladas de veneno na atmosfera. “Este é mais uma passo que o Governo de Todos dá para o desenvolvimento da economia local. A SEMICS tem buscado várias formas de parcerias com o comércio de Castanhal para encontrar meios que viabilizem o crescimento econômico”, disse a Secretária de Indústria e Comércio, Fátima Mariano.

O Prefeito Pedro Coelho Filho, disse que o Governo de Todos apoia todas as formas de investimentos que possam beneficiar o desenvolvimento do município e acredita que a criação da Cooperativa representa um avanço significativo em diversos setores. “Já temos um exemplo de Cooperativismo que deu certo, que é a COOBER de Paragominas. Eu também há alguns anos aderi um Projeto de energia renovável e pude perceber a significativa redução dos gastos nas contas de energia. Agora teremos a oportunidade de propiciar essas vantagens às pessoas interessadas no Projeto. São muitas as vantagens que a Cooperativa trará aos seus integrantes’’, finalizou o Prefeito Pedro Coelho Filho.

Por Nathalia Lann-Ascom.
Fotos: Wanderely Souza -Ascom.